SONHOS SÃO GRATUITOS...TRANSFORMA-LOS EM REALIDADE...TEM UM PREÇO. "Quando olho para trás, vejo que hoje carrego em meu ser várias marcas de pessoas extremamente importantes. Pessoas que, no contato com elas, permitiram-me ir dando forma ao que sou, eliminando arestas, transformando-me em alguém melhor, mais suave, mais harmônico, mais integrado." Mulek.com

terça-feira, 14 de junho de 2011

De Abraão, Isaque e Jacó à Wendel...

Passei anos buscando por um milagre como pai de família que mata um leão por dia pra trazer o cacho de uvas que os espias carregaram de dois homens da ‘Terra Prometida’ que era minha expectativa! Senti-me também como um pequeno Jacó, que agarrado ao anjo gritava: “Abençoa-me!”, mas é claro que, se possível, passaria de mim o desejo de ficar coxo... Deus me livre, nem pensar!

Além de agir como Jacó com o anjo, usei de outras figuras de linguagem bíblicas para alcançar ‘o tal milagre’.

Fiz inúmeros ‘testes’ com Deus como Gideão. Virei e chorei em meu leito como o rei Ezequias, declarei frases de vitória inspirado em Josué e Calebe, quis ver a glória de Deus no templo como Salomão, me escondi na rocha dum monte pra ver Deus passar de costas como Moises... Gritei como cego de Jericó... Procurei Jesus de noite como Nicodemos... ufa!!! Foi cansativo, viu?

Até que um dia, como Saulo de Tarso, vislumbrei o milagre das escamas que caíram de meus olhos e pude ver o quanto tenho vivenciado de milagres em minha vida!

Criado em comunidade carente vi “dez mil caír a minha direita” e “não fui atingido”. Vi o cuidado divino me guiando pelas águas do Nilo até chegar às mãos da filha de faraó, na figura de uma avó que me criou como seu filho no centro da ‘corte egípcia’.

Cresci como o jovem Samuel em estrutura e em conhecimento. Fui tomado por força sobrenatural como Sansão para reagir aos violentos rompantes da vida.

Chorei inúmeras vezes como Jesus no Getsêmani que era, naquele momento, o meu quarto. Neguei-O algumas vezes como Pedro, duvidei Dele como Tomé, e depois me arrependi de meus pecados como a Madalena e O adorei com meus perfumes.

Um dia encontrei minha Rebeca e por ela trabalhei décadas até casar-me. Como incenso, ouro e mirra, vi meu filhos chegarem como os presentes dos reis magos...

Hoje consigo entender que sou portador de cada milagre quando vejo o sol nascer, quando ouço o som dum pássaro, o choro da minha estrelinha de 1 ano e cinco meses, a gargalhada de meu lindo de 11 anos... Sou levado às lágrimas quando noto, pelo Espírito, que existem muitos que O adoram mesmo em épocas conturbadas. Muitos que se chamam “igreja”, que criam blogs como este que você lê agora, e que manifesta não só o conteúdo da alma da autora, mas que revela o teor do milagre que é compartilhar benção de ser cristão!


WENDEL.